Lilypie Second Birthday tickers

Lilypie Second Birthday tickers

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Poça...

Definitivamente sou uma rapariga que na sua linguagem muito facilmente apanha algumas palavritas e depois para me ver livre delas, é complicado...
Acho que já tenho idade para não ser influenciada desta maneira mas não há meio de me manter impermeável, sempre fui assim...
O poça e o fogo, estão muito presentes na minha linguagem, apercebi-me disse quando comecei a ouvir o João a dizer poças muito sentidos de cada vez que algo corria mal e por isso comecei a corrigi-lo.
E agora o feitiço virou-se contra o feiticeiro e passo a vida a ouvir: Mamã, poça não!!! Fogo, não!!!
E eu lá ralho comigo própria e digo como sou feia por dizer aquelas palavras...
Quem diz que são só os pais que educam os filhos?
O contrário é bem verdade, já deixei de insultar os outros condutores , pelo menos em voz alta, faço-o em murmúrios mesmo quando estou sozinha por causa do meu filhote e agora vou tornar-me numa senhora e deixar de usar calão...lolol
Tenho de arranjar uma palavrinha inofensiva para desabafar nos momentos mais difíceis sem que o meu filho ralhe comigo, é que não poder exteriorizar a minha ira ou frustração parece que me entope... hihihi!!!
Sugestões precisam-se!!!!!!

2 comentários:

disse...

Revi-me neste post, podia ser meu :S Também uso muito o fogo (demais mesmo) e também acho que já não tenho idade para estas coisas eh eh
No trânsito... confesso que as vezes ainda me saiem algumas asneiradas e só depois me lembro que ela vai lá atrás ups!

Vou seguir o teu exemplo e tentar controlar, se entretanto encontrares uma palavrinha substituta diz sim?

Beijinhos

María&Peste disse...

Eu também era assim na adolescência :)
Agora acho que não sou assim tão influenciável.
Mas por norma não digo palavrões, sai um poça, ou um caramba!
O Peste quando me ouve dizer, caramba, repete logo em tom de gozo :CARAMBA!

Bjnhos