Lilypie Second Birthday tickers

Lilypie Second Birthday tickers

quarta-feira, janeiro 30, 2008

Ainda...

A respeito da fenda no palato mole com que o João Ratão nasceu e da atempada intervenção, devo acrescentar uma coisa que não tenho a certeza se ficou evidente no meu post sobre este assunto.
Tudo foi feito a nivel particular, desde o parto até à operação do João e posteriores consultas de todas as especialidades necessárias.
Não faço a mínima ideia de como são os timmings do Serviço Nacional de Saúde, posso estar a ser muito injusta mas não acredito que as coisas tivessem funcionado tão bem... Desculpem se estou a ser injusta mas...
Todas as mães que quiserem trocar ideias comigo sobre este assunto podem deixar um comentário com o vosso contacto ou enviarem-me um email para estrelasemargaridas@gmail.com.

Terei todo o prazer em falar convosco, seja por mail, por telefone ou de outra forma qualquer...
Bem sei que a informação existente é quase nenhuma, a maior parte dos médicos também pouco sabem sobre isto e tudo o que possamos recolher que nos possa ajudar é ouro!
Na altura em que o João nasceu muito penamos pela falta de informaçãoe por isso se pudermos ajudar, teremos imenso prazer nisso!

Blog Culinário

Ontem cheguei a uma triste conclusão...
Ando há algum tempo a pensar na hipótese de fazer um blog culinário, já que é uma área que gosto bastante e mesmo que não gostasse, como tenho de cozinhar para a malta se alimentar, não há volta a dar...
Aliás, faço já parte deste aqui mas nunca postei nenhuma receita , coisa que sempre me incomodou um pouco e que fui sempre adiando pelas seguintes razões:

Faço tudo a olho, logo não consigo quantificar os ingredientes

Nunca faço 1 receita 2 vezes da mesma maneira, logo, as minhas receitas estão sempre em evolução (não forçosamente positiva)

Nunca consigo tirar fotos porque ando sempre a correr, sempre atrasada e normalmente quando acabo de cozinhar já tenho um João esfomeado e com pouca vontade de esperar que a mãezinha apanhe o lado mais favorável do pitéu...

Por essas razões, vou continuar a ler os diversos blogs culinários que adoro mas acho que dificilmente conseguirei participar activamente num... quem sabe um dia?

terça-feira, janeiro 29, 2008

Adivinha quanto gosto de ti...

-Gosto muito de ti mamã!!!!
-E eu também gosto muito de ti João! Daqui (aponto-lhe para o coração) até à Lua (aponto para o céu) e de volta (cócegas debaixo do bracito que entretanto também aponta para a Lua). Risos, muitos risos.
O livro foi o primeiro que teve, dado pela querida Tia Né!
E ouvi-lo a dizê-lo a mim ou ao pai, enche-nos o coração e encerra em si o maravilhoso mistério de amar e ser amado !!!!


segunda-feira, janeiro 28, 2008

Fim-de-semana

Fim-de-semana retemperante sem fazer NADA... dormir, comer, brincar com o João, fazer sestas com ele, acordar e muitas vezes fazer sestas no meio das sestas, tudo o resto ficou para segundo plano e o maridão ajudou muito, muito mesmo...
Soube bem, estava mesmo a precisar e hoje como tive formação pareceu-me um fim-de-semana prolongado...
Tenho alguns comentários para fazer nos vossos cantinhos e um prémio para receber mas vai ficar para outro dia , pois hoje, queimo os últimos cartuchos destes dias de ronha...
:)

quinta-feira, janeiro 24, 2008

Sucesso

Ontem foi dia de cirurgião...
Ainda com a ideia da consulta no pediatra da semana passada, o João quando soube que ia ao médico de novo só dizia que tinha medo e que não queria ir.
Assim que entramos na clínica começou logo a chorar e continuou até entrarmos no consultório.
Depois a coisa até correu bem porque pode ficar sempre ao meu colo e apenas teve de mostrar a boca.
O cirurgião perguntou-lhe como se chamava e ele lá foi respondendo aos bocadinhos...

No final até já dizia:
-Ó sêor dotou, tu tens um carro?

A boca está óptima, a fala sem vestígios de nasalidade, o nosso campeão superou mais esta prova, voltamos lá daqui a um ano, para nova “revisão”.

Quando a consulta em si terminou, houve tempo para uma pequena conversa que nos deixou bastante agradados.
Foi formada a Associação dos Pais e Amigos das Crianças Portadoras de Fendas Lábio-Palatinas (AFLP).
Foi criado no Hospital de S. João um grupo de vários profissionais de saúde de diversas especialidades tais como otorrinos, ortodentistas, cirurgiões, terapeutas da fala, obstectras, etc...

Ficamos com a certeza que o caso do João foi um caso de sucesso e tudo isso tem a ver com os timmings em que tudo se processou.
A fenda palatina foi detectada pelo pediatra que assistiu ao parto, no dia seguinte a obstectra entrou em contacto com o cirurgião, Dr. Bessa Monteiro que nos foi visitar nesse dia à tarde, examinou a extensão da fenda e nos deu algumas dicas relacionadas com a alimentação do João.
Como a ligação entre a boca e o nariz não estava fechada, o João foi sempre alimentado sentado , com uma tetina com diversos furos e mamava com muito custo, dado o fraco poder de sucção que tinha, nós ajudávamos com os dedos que comprimiam a tetina para que saísse mais leite.
Naquele dia marcamos logo uma data para fazermos uma consulta com ele e falamos logo na importância que seria operá-lo assim que ele atingisse um peso mínimo. Era muito importante que a operação ocorresse antes do João começar a emitir sons, a tentar falar, para que fosse precavida ao máximo o som nasal.
Aos ¾ meses fizemos uma consulta com uma terapeuta da fala que basicamente nos esclareceu algumas dúvidas em termos de alimentação, lembro-me que saímos de lá muito mais descansados depois de ela até fazer questão de ver o João a mamar!
Foi decidido que o João seria operado aos 7 meses e o cirurgião aconselhou-nos a ter uma consulta com uma otorrino, a Dra. Carla Moura.
Para estes bebés com fendas é muito usual terem alguns problemas auditivos e pelo sim pelo não, era melhor fazermos alguns testes para que, se fosse preciso corrigir algo a nível auditivo, fosse possível aproveitar a operação à fenda.
Fizemos a consulta e saímos de lá bastante consternados, o João não estava com a sua capacidade auditiva a 100%, ia também ser operado aos ouvidos...
Assim, aos sete meses de idade foi operado à fenda que foi fechada e aos ouvidos onde foram colocados uns tubinhos de drenagem , um deles já saiu e o outro continua lá...
Sempre achei que era assim que as coisas se processavam com todos os meninos que nasciam com fendas mas a verdade é que não... Já contactamos com uma mãe cuja realidade é totalmente oposta e ontem comentamos isso com o médico .
Ele mostrou-se totalmente disponível para falar com todas as mães ou pais que tenham filhos nessa situação, quanto mais não seja para que se sintam mais esclarecidos, tendo até disponibilizado o seu contacto que darei a quem estiver interessado e mo peça em Pvt.
Neste momento, o Dr. Bessa Monteiro tem operado meninos de todas as zonas do país, havendo até emigrantes na Suíça que trazem os seus filhos a Portugal para que seja ele a fazê-lo... Afinal, Portugal não é assim tão atrasadinho como às vezes pensamos
Apesar de tudo, o caso do João é dos mais raros, pois o mais usual é que a fenda palatina seja acompanhada por fenda labial, o que para além de todos os aspectos negativos, traz ainda o factor estéctico consigo, esses bebés sofrem a primeira intervenção cirúrgica mais cedo.

Acima de tudo, o que fica é que o João é um caso de sucesso o que a nós nos deixa muito felizes e aliviados, depois de todas as dificuldades porque passamos no início, sentimo-nos abençoados pela sorte que tivermos em termos encontrado tão bons profissionais.

terça-feira, janeiro 22, 2008

O que eu quero para ti...

Olhas para mim, sorris e chamas-me de princesa, abraças-me, pegas-me nas mãos, mexes-me no cabelo, finges que tens uma dor só para que te cure com os meus beijinhos, enroscas-te em mim e dormes descansado, protegido, apaziguado.
Ouves as minhas histórias, as minhas explicações com esses olhos azuis grandes, profundos, inocentes, cercados pelas tuas longas pestanas e sorris com eles.
Bebes o que te digo, absorves o Mundo através de mim, através do teu pai.

Quero acima de tudo que o absorvas de forma a que nunca deixes de saber olhar a sua beleza.
Quero que saibas olhar para o céu que olhes para as estrelas e te encantes com o seu brilho, com a magia daquele manto negro povoado de pontos brilhantes que nos guiam, protegem e acalentam nos piores momentos .
Quero que saibas olhar o mar e apreciar a sua força e que com o bater das ondas te renoves e aprendas que estamos sempre em movimento, que nunca nada se pode repetir e que por isso, mais vale, tal como o oceano usares sempre de toda a tua força em tudo o que fazes ,como se aquela onda fosse sempre a última...
Quero que te delicies e maravilhes com o desabrochar de uma flor, com a sua simplicidade e beleza.
Quero que aprendas a amar-nos a nós, teus pais e que nunca tenhas medo de nos pedir abrigo, de te refugiares dentro da fortaleza que é e sempre será para ti o nosso amor.

É isto que quero para ti meu filho, pois se aprenderes a ver o Mundo com estes olhos, vais ser feliz e depois tudo o resto vem atrás.

segunda-feira, janeiro 21, 2008

Sábado

Fim-de-semana com um sol grandioso como já há muito não víamos por aqui.
Sábado à tarde na Ribeira do Porto, Café do Cais com o sol a bater na cara, um gelado na hora certa, conversa de gajas...
Muito bom!

O pai ia um pouco mais lá para a frente com o João para ele finalmente experimentar a bicicleta nova...
Pena que ele tivesse adormecido no caminho para lá e só acordasse quando o sol já estava mesmo a ir embora... :(

Operação Triunfo

Sou fã incondicional da Operação Triunfo...
E no Sábado à noite, pode-se dizer que tive um excelente serão, perante tanta voz, tanto talento, adorei, adorei mesmo...
Só não gostei do final... Nem queria acreditar, bolas...
Ontem vi a repetição e fiquei um pouco mais convencida, quer dizer convencida não, apenas consciente que a vencedora também é grande, simplesmente gostos não se discutem e para mim, o Ricardo merecia mesmo ganhar caramba!!! E sem espinhas!
Amuei!

quinta-feira, janeiro 17, 2008

Tampão

Remexendo de forma entusiasta a minha carteira, à procura do bendito baton do cieiro, encontrou uma coisita que não reconheceu:
-O que é mamã? É o baton?
-Não João! É... É uma coisa que a mamã usa! ( Como é que eu explico isto??)
-O que é mamã?
-Olha filho, é um tampão! (Medo da pergunta seguinte..lol)
-Um tampão mamã?
-Sim filho!
-Para pôes nos óvidos quando éias pequenina?
-Sim, filho! Isso mesmo!!! (Já me safei!!!! Ufa!)

hihihi!!!!

Abdominais

Dois dias seguidos a ir ginástica esclareceram-me uma dúvida, afinal ainda tenho abdominais... Aaaai....

Pediatra

Ontem fomo ao pediatra e apesar dos subornos que antecederam a consulta houve muita choradeira, muita mesma!
Mede 95 cm e pesa 14,50kgs. Altura acima da média, peso normal.
Está tudo bem apenas temos de vigiar as coçadelas no sinal da cara (até agora nunca o vi fazê-lo, por isso fico mais descansada) e temos de comprar sapatos com apoio do interior do pé, pois está a meter os joelhitos para dentro...
Continua com o leite gordo e o pequeno-almoço só de leite não é preocupante.
Já temos a autorização para a natação que iniciará quando o tempo ficar mais quentinho.
Voltamos lá daqui a mais ou menos 6 meses se não houver doenças entretanto...
Nessa altura estará prestes a entrar na escolinha... Glup!

quarta-feira, janeiro 16, 2008

O bombeiro maluco

-Mamã... Conta-me uma históinha!!!
-Que história queres?
-A históia do bombeiro maúco...

E eu fiquei a olhar para ele e foi isto que saiu e ele gostou tanto que agora passo a vida a contá-la...lol...

Era uma vez um bombeiro que não era um bombeiro qualquer, era um bombeiro maluco porque gostava de andar sempre aos saltinhos.
Certo dia, tocou o telefone no quartel:
-Socorro, socorro Sr Bombeiro! O meu gatinho subiu a uma árvore e não consegue descer, venha depressa!!!
O bombeiro maluco, subiu para o carro dos bombeiros, ligou a sirene e lá foi muito rápido para casa do senhor... Tinóni , tinóni...
Quando lá chegou ,o bombeiro maluco viu logo o gatinho que estava muito assustado em cima da árvore e só conseguia dizer:
-Miaaau!!! Maiaau!!!
O bombeiro maluco disse logo ao senhor:
-Não se preocupe que eu vou já salvar o seu gatinho!
Foi buscar o escadote ao carro, encostou-o à árvore e começou logo a subir mas não subiu de uma maneira qualquer, subiu aos saltinhos.
Quando chegou lá acima, pegou no gatinho e trouxe-o para baixo.
-Aqui está o seu gatinho! – disse o bombeiro maluco.
-Obrigada Sr. Bombeiro , salvou o meu gatinho!!!!
E o bombeiro maluco lá entrou no carro dos bombeiros aos saltinhos e voltou para o quartel!!!!

E agora quem é que é mais maluco?

Poça...

Definitivamente sou uma rapariga que na sua linguagem muito facilmente apanha algumas palavritas e depois para me ver livre delas, é complicado...
Acho que já tenho idade para não ser influenciada desta maneira mas não há meio de me manter impermeável, sempre fui assim...
O poça e o fogo, estão muito presentes na minha linguagem, apercebi-me disse quando comecei a ouvir o João a dizer poças muito sentidos de cada vez que algo corria mal e por isso comecei a corrigi-lo.
E agora o feitiço virou-se contra o feiticeiro e passo a vida a ouvir: Mamã, poça não!!! Fogo, não!!!
E eu lá ralho comigo própria e digo como sou feia por dizer aquelas palavras...
Quem diz que são só os pais que educam os filhos?
O contrário é bem verdade, já deixei de insultar os outros condutores , pelo menos em voz alta, faço-o em murmúrios mesmo quando estou sozinha por causa do meu filhote e agora vou tornar-me numa senhora e deixar de usar calão...lolol
Tenho de arranjar uma palavrinha inofensiva para desabafar nos momentos mais difíceis sem que o meu filho ralhe comigo, é que não poder exteriorizar a minha ira ou frustração parece que me entope... hihihi!!!
Sugestões precisam-se!!!!!!

terça-feira, janeiro 15, 2008

Fraldas

Sempre fui fiel às fraldas da Dodot...
Desde que o João nasceu que sempre usei essa marca.
Primeiro o tamanho 1 que hoje me parece um tamanho de boneco mas que no início até ficavam grandes.
O ano passado no Verão, quando andávamos em tentativas de deixar as fraldas, que até foram bem sucedidas durante o dia e durante algumas semanas, comecei a notar que o tamanho 5 para a noite não era o suficiente, invariavelmente ele acordava com o pijama e a cama molhados...
Fui obrigada a fazer uma prospecção de mercado e descobri que existiam uma fraldas Dodot tamanho 6, específicas para a noite e comecei a usar.
Já andava há algum tempo a ouvir dizer maravilhas das fraldas da marca Pingo Doce, havia mães que chegavm a dizer que não as trocavam por quaisquer outras. Eu mantinha-me incrédula, pensando que a vontade de poupar uns trocos as fazia talvez, fechar os olhos à menor qualidade...
Até que um dia, enchi-me de coragem e após verificar que a marca Pingo Doce também tem um tamanho 6 resolvi experimentar... e agora... por cada pacote de fraldas que compraria da Marca Dodot compro 2 Pingo Doce e sinto-me muitíssimo satisfeita, são mesmo boas! Mesmo!!!!!
Só não quero pensar no dinheiro que gastei a mais por casmurrice pura durante tanto tempo, logo eu que não sou nada teimosa, não percebo!

segunda-feira, janeiro 14, 2008

Fases

Anda numa fase um pouco exasperente para nós...
Fala à bebé e diz que é bebé...
Penso que se deve ao facto de neste momento apenas conviver com crianças mais novas em casa da minha mãe...
Uma quase da mesma idade (que ele detesta) e a outra, uma bebé com 13 meses, a doce M., naquela fase em que começou a gatinhar, a dizer palavras novas, a fazer gracinhas... O adquirir dessas novas competências são saudadas com entusiasmo pela minha mãe e talvez por ciúmes ele tente cativar a atenção com gracinhas parecidas...
É uma fase complicada que nunca pensei enfrentar antes de ter um segundo filho mas com a qual estamos a lidar, não temos outro remédio...
Tento dizer-lhe que já não é bebé e apontar-lhe as vantagens: que já sabe falar, já sabe comer sozinho, já sabe brincar, etc... mas ele responde-me que é bebé... e eu sei que não o posso pressionar e tento levá-lo de outra maneira mas de vez em quando perco a paciência... Tenho receio de o estar a prejudicar ao não lhe proporcionar um ambiente que puxe mais por ele...

A outra menina que está com ele é do mesmo ano mas dão-se super mal... Ela é arisca e ele não se defende... grita pela minha mãe e chora e fica irritado e intolerante, basta ela chegar-se a ele e grita... a menina, consciente do seu poder, arrelia-o, "pica-o"... eu digo-lhe para ele não ser mau para ela, que têm de ser amigos, para chamar a avó se ela fôr má mas já nem sei se é o melhor...

Todos os dias de manhã me pergunta se a T. está na avó... e eu, dada a sua pouca assiduidade, nunca sei muito bem o que responder mas digo-lhe sempre que não sei mas deve estar... e ele começa imediatamente a dizer que não quer ir e nem sequer quer levar brinquedos... e quando lá chega e ela já lá está, muitas vezes chora por não querer ficar...
Muitas vezes, quando lhe digo que o adoro, responde-me dizendo: Mas não adoras a T. pois não?
Preocupo-me com isto, tenho medo que a minha mãe não esteja a saber lidar com a situação, que o defenda em demasia ...
Ando com isto na cabeça a remoer e não sei que faça...

Segunda-feira

Este fim-de-semana serviu para dar continuidade à minha listinha de To do's e correu bastante bem...
Acabei a toalhinha que hão-de poder ver aqui , logo que eu ponha a foto online...
Estou um bocado cansadita mas bem-humorada, muitíssimo acima do nivel normal das segundas-feiras...
Vamos lá a ver se continuo assim tão bem comportada e volto de vez à ginástica...mas só de pensar em ouvir que já não vou lá há imenso tempo, qua agora tenho de começar a ir mais vezes, e quantas vezes é que penso ir esta semana e não sei mais o quê...
É que estes discursos supostamente motivadores dão-me cabo do sistema nervoso e se já custa levantar o raio dos pesos, ter de levar com estas tretas ainda me custa mais... Se estão a pensar que posso mudar de ginásio, pensam mal, pois só neste em meia-hora a coisa fica despachada e com peso, conta e medida...

sexta-feira, janeiro 11, 2008

To do´s

Tenho andado meio desaparecida das lides da postagem... Não que não tenha o que escrever que até tenho mas ando um pouco sem inspiração e por isso prefiro não forçar. Este blog é algo que faço com gosto, não uma obrigação, logo quando a vontade não é muita dou-me espaço...
Não tenho deixado de ler os vossos cantinhos, aliás desde que descobri o maravilhoso bloglines, essa tarefa ficou muitíssimo simplificada... Tenho vibrado com as vossas gravidezes, umas muito recentes, outras já na fase final, naquela altura em que nada mais queremos a não ser que simplesmente aconteça...
Pelos vistos levantei uma dúvida que devo esclarecer, não estou grávida! É um projecto que tenho e se tudo correr bem há-de acontecer mas não para já... esta altura do ano não me é muito propícia...lolol
Tenho descoberto novas vidas, mães babadas, mães desesperadas, mães preocupadas, enfim... Acho que tenho andado numa fase em que prefiro ler a escrever .
O melhor de tudo isto é que há mamãs que leio, que escrevem como se fosse eu , como se fossem os meus sentimentos a serem retratados...
Um dos motivos do meu afastamento, prende-se com uma luta interna que já não é de agora e que dificilmente alguma vez acabará...
O deixar para amanhã o que posso fazer hoje não é de todo do meu agrado, angustia-me, irrita-me, deixa-me decepcionada comigo própria...
Faço-o e de forma mais frequente do que queria... São pequenas coisas que vão ficando por fazer, fruto da minha vida de correria, outras vezes do cansaço que tenho...
Coisinhas parvinhas como desfazer a árvore de Natal, acabar trabalhos há já muito começados e prometidos (desculpem M & M que vergonha, ando a bordar a toalhita de banho há mais de um ano), arrumar e organizar coisas, resolver burocracias, reclamar o que tenho a reclamar...
Muitas vezes começo o fim-de-semana com listas detalhadas de tudo o que quero por em ordem durante esses curtíssimos 2 dias e depois, quando dou conta, acordo à segunda-feira com uma neura do tamanho do mundo porque nada fiz para encurtar essa lista e muitas vezes ainda a aumentei e depois fico lixada e a sentir-me uma pessoa com falta de atitude e tal e coisa...
Esta semana foi usada para riscar algumas coisinhas da minha lista e posso afirmar que me saí bastante bem... a toalha está quase terminada, liguei para muitos sítios, informei-me, perdi algumas horas, irritei-me bastante mas chego ao dia de hoje com uma sensação de trabalho feito... até já comprei uma caixinha de arrumação XPTO para guardar o Natal que ainda se vive lá em casa... :)

quinta-feira, janeiro 03, 2008

Curtas

Ainda não estamos na idade dos porquês, já agora, quando é mesmo a idade dos porquês?
Mas estamos na idade do "O que é isto" e "Para que é isto?"...
Ontem descobriu a pega do carro (aquela coisa onde as pessoas se agarram com unhas e dentes quando sou eu a conduzir..heheheh)... quando lhe expliquei para o que era , foi o resto da caminho com o bracinho esticado e sentado meio de lado para conseguir lá chegar e a dizer: "Mamã, olha!" com o ar mais orgulhoso do Mundo...

Já chama o elevador e puxa a porta sozinho e ai de quem o tenta substituir nessas funções... nem que já se esteja super atrasado, temos que fechar a porta e deixá-lo abri-la... :(

Principal objectivo para os próximos dias: aprender a dizer bi-ci-cle-ta em vez de bi-ci-e-ca e al-mo-fa-da em vez de pu-pa-fa (ele já disse correctamente algumas vezes, quando insistimos mas depois volta ao mesmo)...

quarta-feira, janeiro 02, 2008

Bom ano

Acabamos o ano muito bem, na companhia da familia e com um João ainda super bem-disposto à meia-noite e que brindou connosco a este novo ano...
Os desejos foram os de sempre:
Saúde, amor, trabalho, prosperidade, desejos iguais para os que nos rodeiam e desta vez, ainda mais um pedido: um bebé ... lá mais para o Verão!
:o)

A todos vós, que me acompanham um Bom Ano de 2008, desejo-vos tudo o que desejo para mim!!!

Obrigada pela vossa companhia !

PS - Queria ter ido aos vossos cantinhos desejar-vos uma boa entrada neste ano mas como sempre o tempo traiu-me!!!! Obrigada a todos os que por aqui passaram!