Lilypie Second Birthday tickers

Lilypie Second Birthday tickers

sexta-feira, abril 27, 2007

Um já está!!!

ontem foi um dia muito importante...
o tubinho que te tinham colocado no ouvido direito já saiu... e não faz mais falta!!! os papás ficaram tão aliviados... estávamos com medo que tivesses de ser operado de novo....
que bom meu amor....
assim, só nos preocupamos agora com o ouvido esquerdo...
hoje de manhã fomos fazer um tampão novo para a água não entrar no banho... desta vez é azul, da côr dos teus olhos lindos... e tu portaste-te tão bem meu querido!!!!
Vamos começar a natação?

quinta-feira, abril 12, 2007

8 de Abril de 2007

estavas tão feliz ...
parecia que sabias que era o teu dia, meu amor...
dia de comemorar o teu nascimento, a tua vinda para os nossos braços, para o nosso calor...

já passaram 2 anos...
parece que foi ontem meu bebé...

eras tão pequenino, tão fofinho... com uns dedinhos compridos, elegantes... e o teu cabelo... imenso, preto, espetado... adorava despentear-te, era tão suave o toque...

a primeira noite, naquela madrugada em que nasceste, foi um pouco dificil... por tudo...
tudo começou a meio da tarde do dia anterior com uma caminhada que me pareceu interminável pela Foz do Douro... a mamã estava decidida a pôr-te cá fora pelas vias normais e para isso havia que andar muito para a barriguinha descer e tu ganhares vontade de sair do quentinho... a parteira T. também deu uma ajudinha com o chamado toque... meu filho, ainda bem que és homem e nunca vais ter de passar por isso... é tudo o que te digo...
Disse que estava para breve, que não devia passar daquela noite... mandou-nos ir jantar a um sítio bom e comer bem, sobremesa e café incluido para a mamã estar cheia de força na hora da verdade....
loool
fomos jantar ao Meidin de Santa Catarina... a mamã comeu a bela da pizza com coca-cola e de sobremesa um daqueles crepes maravilhosos de chocolate e nozes...
começavam as contracções ... ainda muito fraquinhas... lembro-me de pensar e dizer que afinal não era assim tão mau como diziam...que anjinha....
fomos para casa aprontar tudo...
as contracções começaram a apertar cada vez mais...
as dores eram mais que muitas, insuportáveis, pareciam facas espetadas nas costas da mamã... eu chorava, doia tanto...
a tia R. chegou lá a casa e lembro-me de pensar que não queria que ela me visse assim para não ficar preocupada... sabes como ela é com estas coisas... quer dizer, ainda não sabes mas hás-de saber....lolol...
tomei um banhinho, meti as últimas coisas na mala e lá fomos para a Lapa...
o caminho parecia interminável e a mamã estava a ficar com medo... era tudo tão novo, tão inesperado...
lembro-me perfeitamente que a certa altura, começou a tocar na rádio a música Angel dos Silence Four e isso acalmou-me... cantei, sei que me ouviste também meu lindo...
chegamos à Lapa às 23.45 do dia 7 de Abril de 2005 e as dores eram insuportáveis...
o porteiro achou muita piada ao facto de eu ser Raposo e disse que também era qualquer coisa Raposo... lembro-me de o insultar mentalmente... não posso dizer pois eram palavras muito feias...
a tia M. acabava também de chegar e subiu comigo, com o papá e com a tia R.
entramos no quarto que seria o nosso por 3 dias...
veio a epidural... abençoada....
descemos para o bloco....
a mamã a fazer força, muita força... e tu não saías, nem te mexias... a parteira dizia que a mamã tinha de se esforçar mais e a mamã pensava que já estava a dar o seu máximo e que não aguentava mais...
afinal, tu tinhas sido maroto e durante a tarde, tinhas dado a volta novamente e tinhas enrolado o cordão à volta do pescoço... por isso a mamã não consegui pôr-te cá fora....
fomos para cesariana... tudo aquilo que eu não queria concretizava-se... lembro-me de ter medo, muito medo.... o papá agarrava-me na mão com toda a força que tinha e eu.. rezava...rezava...
3.15...
nasceste...
a parteira e o pediatra foram contigo... e o papá perguntou-me a medo se podia ir também... respondi-lhe que sim...
ouvia-te chorar e perguntei se estava tudo bem...
a Prof. A. respondeu-me que com uns pulmões daquelas só podias estar bem...
lembro-me de quando o papá te trouxe todo embrulhadinho na mantinha azul que te tinha comprado... eras tão pequenino...
pousou-te ao meu lado e olhei pela primeira vez para ti... meu amor, nunca me vou esquecer desse momento....

foi o início do resto da minha vida....

amei-te, apaixonei-me... todas as minhas dúvidas foram postas de lado...
perguntava-me muitas vezes como conseguira viver antes de te conhecer, antes de te ter nos meus braços, antes de seres meu filho e de eu ser tua mãe...
adoro-te desde o momento em que te aninharam junto a mim, em que achei que tinhas um queixo muito pequenino, em que adorei o teu cabelo, as tuas mãos... em que te dei o primeiro leitinho... em que sorriste pela primeira vez para mim e para o papá...
amo-te por seres fruto do meu amor pelo papá e por seres um pequena fotocópia dele...
amo-te pelos teus abraços, pelos teus sorrisos, pelas tuas gargalhadas, pelas tuas traquinices, pelo teus beijinhos...
parabéns meu amor, que a vida te sorria para sempre e que o nosso amor nunca deixe de te proteger na vida....

terça-feira, abril 10, 2007

Pipoquita doce....

Rebentou uma nova pipoquita doce, muito doce...
Passem por lá para experimentar...
Eu já experimentei e é uma doçura!!!!
Depois mostro fotos!!!!

quinta-feira, abril 05, 2007

Há dois anos atrás, começavam as caminhadas intermináveis para a barrigona diminuir, ou melhor, para o João Ratão se decidir de uma vez por todas a sair cá para fora...

Passados dois anos...

... continuo com as caminhadas...
...também para a barriga diminuir...loool

Grace Kelly

Será que fui só eu, nos meus idos tempos de adolescência, que passei horas e horas, de gravador na mão a pôr para a frente e para trás a cassete para descobrir a letra da música que gostava? Será? Hum...
Ai se houvesse internet na altura, lololol... o tempo que eu tinha poupado!!!!
Hihihihi!!!
Esta é a minha música do momento... Dá-me uma pica....
Aqui fica a letra...
se tivesse de a sacar com o belo do gravador estava tramada... é muito complicada!!!

Grace Kelly - by MIKA

Do I attract you?
Do I repulse you with my queasy smile?
Am I too dirty?
Am I too flirty?
Do I like what you like?

I could be wholesome
I could be loathsome
I guess Im a little bit shy
Why dont you like me?
Why dont you like me without making me try?

I try to be like Grace Kelly
But all her looks were too sad
So I try a little Freddie
Ive gone identity mad!

I could be brown
I could be blue
I could be violet sky
I could be hurtful
I could be purple
I could be anything you like
Gotta be green
Gotta be mean
Gotta be everything more
Why dont you like me?
Why dont you like me?
Why dont you walk out the door!

How can I help it
How can I help it
How can I help what you think?
Hello my baby
Hello my baby
Putting my life on the brink
Why dont yo like me
Why dont you like me
Why dont you like yourself?
Should I bend over?
Should I look older just to be put on the shelf?

I try to be like Grace Kelly
But all her looks were too sad
So I try a little Freddie
Ive gone identity mad!

I could be brown
I could be blue
I could be violet sky
I could be hurtful
I could be purple
I could be anything you like
Gotta be green
Gotta be mean
Gotta be everything more
Why dont you like me?
Why dont you like me?
Why dont you walk out the door!

Say what you want to satisfy yourself
But you only want what everybody else says you should want

I could be brown
I could be blue
I could be violet sky
I could be hurtful
I could be purple
I could be anything you like
Gotta be green
Gotta be mean
Gotta be everything more
Why dont you like me?
Why dont you like me?
Why dont you walk out the door!

quarta-feira, abril 04, 2007

Faltam 4 dias João Ratão...
Estás a ficar crescido, meu amor!!!!

terça-feira, abril 03, 2007

O meu dia de anos

... foi muito bem passado...
uma manhã a dois, eu e o João Ratão... muita brincadeira, cócegas, saltos em cima da cama e miminhos, para os dois...lolol...
um início de tarde , sentada num cafézinho, com um bom livro, a bela da salamandra e o mar e a chuva lá fora, tão perto... tão bom... são tão raros estes momentos de solidão escolhida e saboreada...
um fim de tarde com as minhas queridas M. e M....
uma noite com um jantar, acompanhada da família e de muito bons amigos...
31 no dia 30...
um bom dia...
venham os próximos...